04 de agosto de 2011

Smurfsssss, eles estão chegando!!!

Eu não sei vocês mas eu estou na maior fissura para ver os Smurfs, não vejo a hora de ver os homenzinhos azuis e a fofa e agora toda fashion Smurfete na telona, podem achar o que quiser mas o meu lado criança está super afim de ver, e em 3D, vai ser diversão garantida!!! Depois eu conto p vcs o que eu achei! Ah, já tinha postado no face mas, não resisti a Smurfete toddddda fashion, devidamente produzida! Enjoy it!

Beijos, Paty
Comentários  |  0
03 de agosto de 2011

Cariocando por aí…

Encontrei essa matéria no blog Farrafina, como típica carioca APAIXONADA pelo RJ e perdida  em Joinville, rs, li os posts e aprovei na hora, o único lugar que não conheço mas, ameeeei só de ver é a La Bicyclette, achei o lugar foféeeerrrimo, com certeza vou experimentar  na próxima ida ao RJ, no mais, quem nunca foi vale ainda, ver o pôr do sol no Arpoador, comer um bolinho de bacalhau no Belmonte do Aterro, dar uma volta na Lagoa, visitar a Livraria da Travessa e domingo dar um pulinho na Feira Hype de Ipanema. O RJ hj está em um de seus melhores momentos, a cidade tá com outro astral, vale a pena um fds por lá!  Enjoy it!

Carioca da Gema

Praia de Ipanema

Café da manha: La Bicyclette

La Bicyclette Boulangerie Rio de Janeiro

la bicyclette rio de janeiro

Esse mini restaurante na verdade começou quando um casal, um francês e uma carioca que morava na França, se mudaram para o Rio e começaram a fazer pães em casa e entregar de bicicleta pelo bairro (logo o nome do lugar). Minha casa lá no Rio fica no Jardim Botânico, do lado do Horto, então café da manhã sempre tinha direito à croissant quentinho. O croissant de chocolate belga é de outro mundo. Fora que dá no muro do Jardim Botânico, perto da subida do Horto, então você consegue imaginar que delícia que é o clima e o verde. A melhor parte, na minha opinião, é que não é muito conhecido, então não é a barulheira e desconforto do Talho Capixaba ou do Pain du La Pain.

Rua Pacheco Leão 320 – Horto

Almoço: Braseiro da Gávea

Restaurante Braseiro da Gávea Rio de Janeiro

Restaurante Braseiro da Gávea Rio de Janeiro

Tem fila de uma hora. É uma zona federal. O lugar é apertado e tem cara daqueles botecos de esquina que vão te fazer passar mal a semana inteira. Uma grande combinação de fatores pra você querer passar longe, mas o alto astral e a comida absolutamente fenomenal são inegáveis. Ideal para depois de um dia de praia, ainda salgado de água do mar, quando você não agüenta mais tomar mate/água de coco e pegar sol, lá para as 5 da tarde (porque cá entre nós que carioca consegue almoçar num sábado de sol antes das 3 ou 4pm?) e você tem que estar FAMINTO. Lá é uma churrascaria, mas não é rodízio. Se você conferir todos os guias, e prêmios da veja, e cariocas que sabem alguma coisa da cidade, a resposta sobre o Braseiro é sempre a mesma: imperdível! Pede a picanha, arroz de brócolis, farofa de ovo, batata frita, e molho a campanha (molho vinagrete). Fecha com uma cervejinha e seu fim de tarde está feito!

Praça Santos Dumont 116 – Gávea

Jantar: Antiquarius

Restaurante Antiquarius Rio de Janeiro

Restaurante Antiquarius Rio de Janeiro

Com certeza o melhor restaurante da cidade. Ele é super tradicional e tem uma vibe bem bacana. Na minha opinião ele é muito pouco que nem o Rio, porque apesar da comida ser ideal para o clima, o ambiente do restaurante não é agitado, e geralmente não costuma ser o lugar onde pessoas vão para “ver e serem vistas”. Você vai pela comida, e isso por si só já é motivo suficiente. A comida é tradicionalmente portuguesa, mas tem se misturando com o cardápio típico carioca. Recomendo o arroz de pato de lá. Bom para fazer qualquer vegetariano revirar na cova.

Rua Aristides Espínola 19, Leblon

Boteco/Restaurante: Academia da Cachaça

Academia da Cachaça Leblon Rio De Janeiro

Academia da Cachaça Leblon Rio De Janeiro

Numa sexta feira, é o lugar ideal para curtir uma cervejinha com os amigos e dar risada. Costuma ficar bem lotado, e com bom motivo. Lá é um bar típico carioca, onde se tem dificuldade de ouvir a sua própria conversa com a barulheira do lugar, mas que não incomoda porque você muito provavelmente vai acabar num estado de descontração de querer rir e falar alto também. Recomendo a cachaça com mel. Não é para virar no shot, pelo-amor-de-deus, mas vai tomando aos poucos junto com uma Original. Se bater a fome, pede o escondidinho que é imbatível! Tem duas academias na cidade. A que eu vou sempre fica no Leblon, pertinho da Dias Ferreira. Se você for lá, chama o Walter, garçom mais gente boa de lá. Aquele ali tem história pra contar.

Rua Conde Bernadotte, 26 – Leblon

Bar: Bar da Praia

Bar da Praia Hotel Marina Rio de Janeiro

Ideal para começar a sua noite, o mais legal de lá é que os drinks são super diferentes, e eu sempre acabo experimentando vários. No final acabo voltando pra um favorito, caipirinha (cachaça, sempre) de limão sem açúcar. Mas vale a pena dar uma variada e experimentar uns outros, que fica à seu critério. Fica na frente da praia do Leblon, no Hotel Marina, numa varanda super aberta, o que deixa o ambiente ainda mais agradável porque bate um ventinho muito gostoso e uma música super boa pra esquentar a noite. Vale lembrar que o Rio não é SP, então não adianta tentar achar lá um bar chiqueréssimo porque essa não é a pedida da cidade. É só saber curtir o que a cidade tem para oferecer, uma descontração e simpatia que acaba cativando ate o paulista mais exigente.

R. João Lira, 5 Hotel Marina Palace – Leblon

Balada: Rio Scenarium

Rio Scenarium Rio de Janeiro

Rio Scenarium Rio de Janeiro

O Rio Scenarium não é muito conhecido pelo paulista (ou baiano) que vai ao Rio porque eles geralmente buscam uma vida noturna parecida com a de SP. Mas não adianta tentar transformar o Rio em SP. Muitos já tentaram, e até dá certo por um tempo, mas o carioca tem uma cabeça diferente da do paulista, e trocadilhos à parte, a nossa praia e outra. A Lapa, que e onde fica esse lugar, e um dos poucos bairros do Rio que ainda lembram a época mais boêmia da cidade. As fachadas foram tombadas, e a Rua do Lavradio não foi pavimentada como o resto das cidades grandes. O que o lugar bomba mesmo não é só no charme, mas na música. A idéia do lugar basicamente é a seguinte: são três prédios que mantiveram a fachada, mas por dentro quebraram as paredes para integrar todos os três em um só espaço, com três andares, e mais de uma sala tocando músicas diferentes. A música logo na entrada e na área principal geralmente e ao vivo, mas quando você passa por um corredor até o outro lado, sempre rola um Jorge Ben remixado e uma coisa mais animada, uma pedida diferente mas não menos divertida. Outra coisa bacana do lugar é a historia por trás do nome. Acontece que todas as grandes emissoras de televisão enviam para lá acervos de novelas, filmes e programas que não são mais usados, então você tem em todas as paredes, violinos, bonecas, cadeiras de dentista, âncoras, enfim os objetos mais aleatórios que você consegue imaginar. No fim, você não só se diverte na cerveja e na musica mas na estética também, porque você sempre acha alguma coisa inusitada na parede. As noites na Lapa sempre são muito divertidas, porque são a essência do Rio. Se perguntar para qualquer carioca que se preze, Rio Scenarium costuma estar no topo da lista de todo mundo. Saindo de lá, vale a pena dar uma paradinha na frente da Fundição Progresso e comer um salsichão antes de ir para casa.

Rua do Lavradio, 18, 20 e 22 – Lapa

Beijos, Paty
Comentários  |  0
01 de agosto de 2011

O que me faz bem…

“Acho a maior graça. Tomate previne isso, cebola previne aquilo,
chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice de vinho não tem problema,
qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não
exagere…
Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de
hábitos.
Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal para minha
saúde.
Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0km.
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois rejuvenesço uns
cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto
cheio de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me embrulha o
estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz
perder toda a fé no ser humano.
E telejornadas… os médicos deveriam proibir – como doem!
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma
discussão está pegando fogo, faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda
acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é
prejudicial à saúde!
E passar o resto do dia sem coragem para pedir desculpas, pior
ainda!
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou
mussarela que previna.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter
ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser
espetacular, uau!
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca!
Conversa é melhor do que piada.
Exercício é melhor que cirurgia.
Humor é melhor que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é melhor do que nada!”
“Martha Medeiros”
Beijos, Paty
Comentários  |  0
Página 82 de 83« Primeira7980818283